A semente é a Palavra de Deus

Lucas 8:11
Ir para a nova loja

Conheça a Nova Loja Virtual

Aplicativo do Boa Semente

Leia as mensagens do devocionário no seu celular android

Bíblia Online

Leia e pesquise facilmente a bíblia em mais de 60 traduções

Congresso 2018

I Congresso DLC: Dispensações

Devocional do dia
Estudo do dia
SABADO 22 JULHO
O meu Deus me pôs no coração que ajuntasse os nobres, os magistrados e o povo, para registrar as genealogias Neemias 7:5

MEDITAÇÕES SOBRE O LIVRO DE NEEMIAS (Leia Neemias 7:61-73)

Neemias decidiu em seu coração realizar o censo do povo. Usou os registros das famílias feitos no primeiro retorno a Jerusalém. Portanto, os versículos 6 a 73 quase repetem o capítulo 2 de Esdras. Encontramos nele, por exemplo, os descendentes do homem que “se casou com uma das filhas de Barzilai, o gileadita, e que foi chamado pelo nome dele” (v. 63). Barzilai foi o ancião rico e respeitado que supriu Davi e seus companheiros em Maanaim (2 Samuel 19:32). Aqui descobrimos que seu genro, apesar de ser um sacerdote, já havia trocado o próprio nome, pois escolhera ser chamado pelo nome do sogro, o que lhe conferia um status bem maior. Quais foram as consequências desagradáveis? Os descendentes desse homem foram excluídos do sacerdócio devido à impureza. Tenhamos cuidado de não abandonar nossos privilégios cristãos em razão da busca pela proeminência. Haverá maior dignidade e nobreza que pertencer à família de Deus, ao “sacerdócio real”?
Esse censo enfatiza o contraste com o da época de Davi! Somente a tribo de Judá naquele tempo contava com 470 mil homens capazes de manejar a espada, dez vezes mais que agora. O essencial, porém, não são os números, mas a fidelidade!

2 Tessalonicenses 2:1-17

Uma séria questão causava inquietação nos tessalonicenses. O dia do Senhor já havia chegado? As suas tribulações podiam levá-los a crer em tal coisa, e os falsos mestres afirmavam que isto era um fato. Não, contesta o apóstolo. Esse dia deve ser precedido por três acontecimentos: (1) nossa reunião com o Senhor; (2) a apostasia da falsa igreja e dos judeus; (3) o surgimento do anticristo, chamado de “o homem da iniqüidade, o filho da perdição” (v. 3), “o iníquo” (v. 8). Estes nomes enfatizam, por contraste, as características do Senhor Jesus: justiça, salvação e completa obediência a Deus.

Neste período terrível, um poder enganoso enviado como castigo cegará a mente dos homens: eles não deram crédito à verdade, mas então darão à mentira. “O mistério da iniqüidade” (v. 7) já está em ação, acrescenta o apóstolo (comparar com 1 João 2:18). Só “aquele que agora o detém” (v. 7), o Espírito Santo, é que faz barreira à plena manifestação do mal no mundo. Quando Ele tiver deixado a terra juntamente com a igreja, então a iniqüidade não conhecerá mais freio algum. Mas que contraste entre esse poder de Satanás (vv. 1-12) e a obra de nosso Deus e Pai! (vv. 13-17). Ele nos amou, nos escolheu para salvação e nos chamou para a glória de nosso Senhor Jesus Cristo. Não deixemos de Lhe render ações de graças agora mesmo (vv. 13; 1:3).